O que significa retificar e como realizar a retífica de cabeçote

Os processos de manutenção de veículos tendem a ser bem complexos, e tratando-se da parte do motor não seria diferente. É sempre recomendado um diagnóstico de um mecânico confiável, pois dependendo do tipo de problema ocorrido na peça será necessário definir os próximos procedimentos e, caso haja algum problema na parte do cabeçote, é importante destacar que é uma das peças mais importantes do veículo.

Para não acabar gastando muito em manutenção, é necessário prevenir qualquer eventualidade antes que seja tarde, e essa peça muitas vezes precisa passar pela retificação, tema que iremos tratar aqui pois há muita dúvida em relação a retifica de cabeçote e o que significa retificar de fato.

Como já dito, o motor é a parte mais complexa do veículo, pois estamos falando da peça principal de um automóvel; o responsável por fazer com que o veículo se movimente e transporte pessoas e cargas corretamente. Devido as peças internas do motor estarem em constante atrito, trabalhando em alta temperatura e sujeitas a grandes esforços, inevitavelmente ocorrerá o desgaste das peças.

Quando realizar a retífica do motor

Geralmente, quando seu veículo passa dos 200.000km, é recomendado realizar a retífica do motor. Mas caso ainda não tenha passado dessa quilometragem, é importante ficar atento a alguns sintomas que apontam a necessidade de retificar o motor de combustão interna (seja gasolina, álcool ou diesel), entre eles: baixa potência do motor, alto consumo de combustível, barulhos incomuns vindo do motor, superaquecimento do motor, alto consumo de óleo lubrificante, excesso de fumaça saindo do escapamento, e, em alguns motores, outros fatores que podem determinar a retífica de cabeçote é a quebra da correia dentada e a falta de manutenções preventivas.

Portanto, para que seu funcionamento esteja em perfeito estado, é importantíssimo realizar a retífica de motores caso perceba alguns desses sintomas.

O que é retificar cabeçote do carro?

Basicamente é o mesmo que “restaurar”, ou recuperar determinadas peças, com o objetivo que tudo volte a funcionar corretamente. Em alguns casos não é preciso comprar um cabeçote novo, mas apenas retificar ou restaurar o cabeçote.

Alguns mecânicos recomendam e donos de veículos optam por trocar para cabeçotes retificados. Deve-se prestar atenção na procedência de quem retifica o cabeçote. O trabalho precisa ser feito com alta qualidade para evitar problemas prematuros. Por isso a Q3 existe, sendo relevante no mercado para oferecer o que há de melhor em cabeçotes para carros.

Be the first to comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *